BUSCAR NO BLOG

Carregando...

quinta-feira, 12 de junho de 2014

O governo acabou!

Foto: Blog Democracia e Política www.democraciapolitica.blogspot.com

Os ministérios estão paralisados. O que se mantém é a rotina administrativa


O governo Dilma definha a olhos vistos. Caminha para um fim melancólico. Os agentes econômicos têm plena consciência de que não podem esperar nada de novo. Cada declaração do ministro da Fazenda é recebida com desdém. As previsões são desmentidas semanas depois. Os planos não passam de ideias ao vento. O governo caiu no descrédito. Os ministérios estão paralisados. O que se mantém é a rotina administrativa. O governo se arrasta como um jogador de futebol, em fim de carreira, aos 40 minutos do segundo tempo, em uma tarde ensolarada.


Apesar do fracasso — e as pífias taxas de crescimento do PIB estão aí para que não haja nenhum desmentido —, Dilma é candidata à reeleição. São aquelas coisas que só acontecem no Brasil. Em qualquer lugar do mundo, após uma pálida gestão, o presidente abdicaria de concorrer. Não aqui. E, principalmente, tendo no governo a máquina petista que, hoje, só sobrevive como parasita do Estado.


A permanência no poder é a essência do projeto petista. Todo o resto é absolutamente secundário. O partido necessita da estrutura estatal para financeiramente se manter e o mesmo se aplica às suas lideranças — além dos milhares de assessores.


É nesta conjuntura que o partido tenta a todo custo manter o mesmo bloco que elegeu Dilma em 2010. E tem fracassado. Muitos dos companheiros de viagem já sentiram que os ventos estão soprando em sentido contrário. Estão procurando a oposição para manter o naco de poder que tiveram nos últimos 12 anos. O desafio para a oposição é como aproveitar esta divisão sem reproduzir a mesma forma de aliança que sempre condenou.


Como o cenário político foi ficando desfavorável à permanência do petismo, era mais que esperada a constante presença de Lula como elemento motivador e agregador para as alianças. Sabe, como criador, que o fracasso eleitoral da criatura será também o seu. Mas o sentimento popular de enfado, de cansaço, também o atingiu. O encanto está sendo quebrado, tanto no Brasil como no exterior. Hoje suas viagens internacionais não têm mais o apelo do período presidencial. Viaja como lobista utilizando descaradamente a estrutura governamental e intermediando negócios nebulosos à custa do Erário.


Se na campanha de 2010 era um presidente que pretendia eleger o sucessor, quatro anos depois a sua participação soa estranha, postiça. A tentativa de transferência do carisma fracassou. Isto explica por que Lula tem de trabalhar ativamente na campanha. Dilma deve ficar em um plano secundário quando o processo eleitoral efetivamente começar. Ela não tem o que apresentar. O figurino de faxineira, combatente da corrupção, foi esquecido. Na história da República, não houve um quadriênio com tantas acusações de "malfeitos" e desvios bilionários, como o dela. O figurino de gerentona foi abandonado com a sucessão de "pibinhos". O que restou? Nada.


Lula está como gosta. É o centro das atenções. Acredita que pode novamente encarnar o personagem de Dom Sebastião. Em um país com uma pobre cultura democrática, não deve ser desprezada a sua participação nas eleições.


A paralisia política tem reflexos diretos na gestão governamental. As principais obras públicas estão atrasadas. Boa parte delas, além do atraso, teve majorados seus custos. Em três anos e meio, Dilma não conseguiu entregar nenhuma obra importante de infraestrutura. Isto em um país com os conhecidos problemas nesta área e que trazem sérios prejuízos à economia. Mas quando a ideologia se sobrepõe aos interesses nacionais não causa estranheza o investimento de US$ 1 bilhão na modernização e ampliação do porto de Mariel. Ou seja, a ironia da história é que a maior ação administrativa do governo Dilma não foi no Brasil, mas em Cuba.


Os investimentos de longo prazo foram caindo, os gastos para o desenvolvimento de educação, ciência e tecnologia são inferiores às necessidades de um país com as nossas carências. Não há uma área no governo que tenha cumprido suas metas, se destacado pela eficiência e que o ministro —alguém lembra o nome de ao menos cinco deles? — tenha se transformado em referência, positiva, claro, pois negativa não faltam candidatos.


O irresponsável namoro com o populismo econômico levou ao abandono das contas públicas, das metas de inflação e ao desequilíbrio das tarifas públicas. Basta ver o rombo produzido no setor elétrico. A ação governamental ficou pautada exclusivamente pela manutenção do PT no poder. As intervenções estatais impuseram uma lógica voluntarista e um estatismo fora de época. Basta citar as fabulosas injeções de capital — via Tesouro — para o BNDES e os generosos empréstimos (alguns, quase doações) ao grande capital. E a dívida pública, que está próxima dos R$ 2,5 trilhões?


No campo externo as opções escolhidas pelo governo foram as piores possíveis. Mais uma vez foi a ideologia que deu o tom. Basta citar um exemplo: a opção preferencial pelo Mercosul. Enquanto isso, o eixo dinâmico da economia mundial está se transferindo para a região Ásia-Pacífico.


Ainda não sabemos plenamente o significado para o país desta gestão. Mas quando comparamos os nossos índices de crescimento do PIB com os dos países emergentes ou nossos vizinhos da América Latina, o resultado é assustador. É possível estimar que no quadriênio Dilma a média sequer chegue a 2%. A média dos emergentes é de 5,2%, e da América Latina, de 3,2%. E o governo Dilma ainda tem mais sete meses pela frente. Meses de paralisia econômica. Haja agonia.


Marco Antonio Villa é historiador

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Capturado en flagrancia con moto hurtada

Fue sorprendido desarmando el vehículo en la vía pública

 

ANNP. Leticia – Amazonas – En la carrera 9ª entre calles 4 y 5,  sector del barrio Porvenir, en vía pública, fue capturado un hombre de 26 años de edad, moto-taxista, quien fue sorprendido por los profesionales de policía adscritos a la Seccional de Investigación Criminal SIJIN,  en momentos en que al parecer deshuesaba una motocicleta Suzuki BEST Negra de placas QGG26A,  avaluada en tres millones de pesos, la cual había sido hurtada el pasado 23 de mayo 2014 mediante la modalidad de "halada", del parqueadero en una discoteca de la ciudad.

 

De acuerdo a las primeras investigaciones, fue posible establecer que el individuo capturado estaría facilitando el hurto de motocicletas en la ciudad, para posteriormente vender sus partes en la vecina localidad de Tabatinga en Brasil.

 

El sujeto fue puesto a disposición de la autoridad competente por el delito de receptación, entre tanto avanzan las investigaciones para establecer su grado de compromiso y responsabilidad en otros hechos delictivos similares en la zona de frontera.

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Esclarecimento versus Nota de Repúdio

Por: Jorge Pereira Arévalo*

E-mail: jorgearevalo56@hotmail.com

 

1 - O povo de Tabatinga sabe que essa nota de repúdio é mais uma prova de que o prefeito e o seu grupo agem em conluio, prejudicando a nossa cidade, pois, a essência de seus argumentos visa em tudo faltar com a verdade. Qual foi senhor prefeito o patrimônio publico e particular depredado?

 

2 - Qual é o dialogo e o entendimento que o senhor tem mantido com a população de Tabatinga se seus dias no poder tem se configurado na media muito mais tempo fora da cidade? Que o digam os comunicados enviados ao Legislativo que versam sobre a transmissão de cargo ao vice-prefeito.

 

3 - O governo de resultados tem que se materializar proporcionalmente atendendo aos clamores da maioria da sociedade, pois, retrocesso absoluto foi a volta ao poder do grupo politico que administrou o município no período 1998/2004. Hoje o povo em sua maioria chora lagrimas de sangue  de puro arrependimento.

 

4 - Que providencias o prefeito esta tomando em beneficio do povo, se passear de avião é sua verdadeira predileção? Escorraçou a Força Nacional com carteirada vencida, os funcionários municipais amargam seus piores dias. Concursados que não apoiam desmandos são perseguidos, os contratados vilipendiados, isso é ter tranquilidade e liberdade senhor prefeito?

 

5 - O papel tudo suporta, pois, os ditos projetos alardeados se concebem na garganta daqueles que recebem salario para propagar inverdades de uma administração caótica e em estado terminal de falência.

 

6 - Gostaríamos sim que essa propalada melhoria das condições de trabalho à qual o senhor se refere pudesse ser verdade e não é, basta fazer uma analise do extrato bancário do IPRETAB conta corrente 13237-3 ag 0774-9 Banco do Brasil, no período de sua gestão, pois, o dinheiro em sua totalidade foi desviado; E o que dizer das consignações dos funcionários, descontados dos seus salários e não repassados às instituições credoras (BB, Caixa e Bradesco), causando-lhes transtornos irreparáveis (SERASA, SPC, ETC) fala serio senhor prefeito!!!!!

 

7 - A que dialogo com a população o senhor se refere? As vias de acesso para os produtores Norte-1 e Norte-2 ( Assentamento do INCRA) foi resolvido? As dezenas de promessas contidas em sua cartilha de campanha, mostre pelo menos uma que o senhor cumpriu. Onde estão as dezessete quadras prometidas ( uma a cada trimestre), qual é o apoio que o senhor tem dado aos vendedores do porto ( camelôs ), muita perseguição, isso sim é fato.

 

E por fim: "Reconstruir nossa cidade", o senhor esta brincando sarcasticamente com esse povo humilde, pacifico, respeitoso, ordeiro, não faça isso senhor prefeito. Demitindo os pobres trabalhadores, baixando o salario na Secretaria de Obras daqueles que aceitam continuar trabalhando mesmo aceitando um tratamento indigno.

 

Assuma o cargo de Prefeito, faça compromisso com a verdade, fuja da retórica descabida.

 

* Analista Político

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Servidores da Ufam em greve fecham entrada do Campus

Os técnico-administrativos da UFAM (Universidade Federal do Amazonas), que estão em greve há 56 dias, bloqueiam a entrada do Campus Universitário durante toda a manhã desta segunda-feira (12) com manifestação de protesto.

 

Manaus (AM) - Os técnico-administrativos da UFAM (Universidade Federal do Amazonas), que estão em greve, realizaram a mais drástica ação de impacto desde o início do movimento há 56 dias. A categoria bloqueou a entrada do Campus Universitário, no Bosque da Resistência, impedindo o acesso de veículos durante toda a manhã desta segunda-feira (12).

 

A manifestação de protesto, organizada pelo Comando Local de Greve (CLG/Sintesam), teve início às 4h30, com a colocação de barreiras, pneus e obstáculos e se prolongou até às 12h.

 

A coordenadora geral do Sintesam (Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Superior do Estado do Amazonas), Crizolda Araújo, esclareceu, durante o ato, que o bloqueio foi feito para chamar a atenção do poder público para as necessidades da categoria, cuja principal reivindicação é o cumprimento do acordo firmado com o governo federal na grave de 2012.

 

A categoria reivindica o aumento do piso salarial de um e meio para 3 Salários Mínimos (equivalente a R$ 2.172), além da revogação da Lei que inseriu a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares como gestora do Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), entre outros pontos. "Precisamos que o Governo olhe para nós. Além disso, queremos chamar a atenção dos professores e alunos, para que se unam a nossa causa".

 

Ao mesmo tempo em que a categoria recebeu o apoio de professores e alunos, houve também desentendimento com um grupo de alunos e professores que queriam entrar na universidade, o que gerou discussões entre os que apoiavam o movimento. Crizolda Araújo afirmou estar surpresa com a atitude dos alunos e ressaltou que esse grupo faz parte dos alunos que integram a elite (famílias abastadas) e que pensam de forma individual, por isso não conseguem entender a luta da categoria. "Realizamos manifestação de forma pacífica no Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão na última quarta-feira (7) em Brasilia e fomos atendidos. E agora, que estamos realizando o movimento na frente da instituição, recebemos essa resposta negativa de alguns alunos que estão querendo acabar com nosso movimento, tirar a barreira e passar com seus carros. São pessoas que não entendem nossa causa, porque não passam pelos nossos problemas".

 

Contudo, outros estudantes mostraram apoio por entenderem que o movimento trabalhista é justo e tem seus direitos, ainda mais pelo fato de o governo federal não ter se manifestado oficialmente. De acordo com o CLG/Sintesam, existe apenas um acordo verbal firmado com o secretario do Ministério do Planejamento e Orçamento Geral (MPOG), que solicitou prazo de até 15 dias para conversar com a equipe econômica e apresentar resposta sobre a possibilidade de negociação. O acerto foi firmado no último dia 7, durante a realização da Cravana de Brasília, quando o CNG/Fasubra organizou uma manifestação na Explanada dos Ministérios, com bloqueio da entrada do MPOG.

 

O CLG/Sintesam programou mais um ato no Bosque da Resistência (entrada do Campus Universitário), na manhã desta terça-feira (13), com a realização de uma assembléia de greve da categoria.

 

CALENDÁRIO DA SEMANA

3ªfeira (13/05)

Manhã- Assembleia de Greve na Entrada do Campus Universitário (Bosque da Resistência), 9h.

 

4ªfeira (14/05)

Manhã- Seminário sobre Pauta Interna de Reivindicação. Auditório Paulo Burnheim–Setor Sul do Campus, 9h.

 

5ªfeira (08/05)

Manhã– Assembleia de Greve no auditório Paulo Burnheim. 9h

 

6ªfeira (02/05)

Reunião do CLG na CIS (Comissão Interna de Supervisão) e Atividade de lazer (a ser definida)

 

Fonte: SINTESAM

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Comando de greve da UFAM vai intensificar ações de impacto


Manaus (AM) - Os técnico-administrativos da UFAM (Universidade Federal do Amazonas), que estão em greve há 52 dias, voltam a realizar ações de impacto para dar mais visibilidade ao movimento e pressionar o governo federal a abrir canal de negociação.

 

Os técnico-administrativos da UFAM (Universidade Federal do Amazonas), que estão em greve há 52 dias, voltam a intensificar as ações de impacto no movimento com manifestações de protestos e, inclusive, fechamento de setores do Campus Universitário.

 

Apesar de não ter sido definida a data para as ações, a proposta foi aprovada em assembléia da categoria realizada pelo Comando Local de Greve (CLG/Sintesam), na manhã desta quinta-feira (08), no hall do ICHL (Instituto de Ciências Humanas e Letras), no Campus Universitário. Um dos destaques da assembléia foi o esclarecimento que a coordenadora geral do Sintesam, Crizolda Araújo, fez sobre as ameaças de imputação de falta aos servidores grevistas. A coordenadora relatou que as universidades do Paraná e de Minas Gerais tiveram de voltar atrás na decisão mediante liminares concedidas pelo Ministério Público. De acordo com o MP, as instituições não podem apontar falta pelos fatos de que os conselhos universitários terem aprovado (reconhecido) e ainda não ter sido realizado o julgamento da greve pelo TRT (Tribunal Regional do Trabalho). "Portanto a greve é legal, além de ser um direito garantido em Constituição. Não vamos nos intimidar".

 

O CLG/Sintesam também passou os informes sobre a Caravana de Brasília realizada pela Fasubra (Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-Administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil), em 6 e 7 de maio, quando mais de 1500 servidores de universidades em greve fizeram marchas de protesto em frente aos Ministérios da Educação e Cultura (MEC) e do Planejamento e Orçamento Geral (MPOG). O Amazonas enviou 9 (nove) representantes.

 

No dia 6, a Caravana não conseguiu audiência com o ministro da Educação que enviou aviso se recusando em receber a categoria. Diante da posição, o CNG/Fasubra organizou nova manifestação na Explanada dos Ministérios, com bloqueio da entrada do MPOG. Às 8h, o secretário aceitou receber uma comissão dos grevistas desde que fosse permitida a passagem da equipe econômica. Acordo firmado, o secretário solicitou prazo de 15 dias para conversar com a equipe econômica e apresentar resposta sobre a possibilidade de negociação. O técnico-administrativo, Sebastião Cabral, ressaltou que o ato fez o governo federal entender que não pode tratar a categoria com subordinação e que deve estar disposto a discutir qualquer tema sério com os servidores públicos. "O governo cambaleou, disse que não recebia e teve de receber, mas isso não representar uma resposta favorável daqui a 15 dias. Precisamos fortalecer a greve com a presença nos atos e de retaguarda (estrutura pessoal). A greve deve continuar".

 

Na avaliação de conjuntura, o coordenador do Sintesam, Ronaldo Vitoriano, fez uma crítica a posição dos portais G1 (Globo) e R7 (Record) que veicularam, no dia 7, notas inverídicas, dando conta de que o governo federal já teria apresentado contra-proposta à categoria que, por sua vez, teria rejeitado. "A categoria precisa estar alerta para o que é veiculado por mídias que tentam passar a idéia de que a greve não é seria, mas somente um enfrentamento ao governo."

 

Para tentar corrigir o erro, a categoria aprovou a proposta de encaminhamento de um documento às empresas repetidoras das redes Globo e Record, no Amazonas, explicando o teor da greve e, até mesmo, solicitando espaço para divulgação do movimento.

 

A assembléia também aprovou a realização de uma assembléia de greve no município de Itacoatiara, com data prevista para o próximo dia 21 (quinta-feira). A proposta será avaliada pelo CLG/Sintesam e definida na próxima assembléia (terça feira, dia 13).

 

CALENDÁRIO DA SEMANA

 

6ª feira (02/05)

Reunião doCLG na CIS (Comissão Interna de Supervisão) e Atividade de lazer (a ser definid

5ª feira (08/05)

Manhã – Assembleia de Greve no auditório Paulo Burnheim. 9h

 

2ª feira (12/05)

Manhã – Panfletagem na entrada do Campus Universitário (Bosque da Resistência)

 

3ª feira (13/05)

Manhã - Assembleia de Greve na Entrada do Campus Universitário (Bosque da Resistência), 9h.
 
4ª feira (14/05)
Manhã – Seminário sobre Pauta Interna de Reivindicação. Auditório Paulo Burnheim -Setor Sul do Campus, 9h
 
Assessoria de Imprensa do Sintesam

 

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Profesor Carlos Walter Porto en la Universidad Nacional de Colombia

Por: Harrison Calderon Valencia

Comunicador Social Periodista

 

Leticia (Colombia) - La Sede Amazonia, con apoyo del grupo Historia Ambiente y Política y el grupo de Derecho y Sociedad en las Fronteras, realizaron la Pre-inauguración del Diplomado Brasil - Brasiles.

 

El cual contó con la presencia del profesor Carlos Walter Porto - Gonçalves Doctor en Geografía, profesor de la Universidad Federal Fluminense. Premio Casa de las Américas, por el libro: La Globalización de la Naturaleza y la Naturaleza de la Globalización.

 

Este evento se realizó en el Auditorio de la Universidad Nacional de Colombia Sede Amazonia.

 

A todos los interesados que no pudieron asistir, se les informa que en dos días estará montada en video toda la presentación del profesor Carlos Walter Porto en el portal del la Sede Amazonia: www.imani.unal.edu.co Ver fotos del evento a continuación

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Fuerza Aérea participa en reunión de priorización de proyectos de inversión vial en el Municipio de Leticia con el Ministerio de Transporte

Como parte del compromiso social de la Fuerza Aérea Colombiana con el Municipio de Leticia, el Señor Coronel Jairo Orlando Orjuela Arévalo, Comandante del Grupo Aéreo del Amazonas participó en la reunión con el Señor Viceministro de Infraestructura del Ministerio de Transporte, Carlos Alberto García Montes, a la que asistieron también, los Alcaldes de los Municipios de Leticia y Puerto Nariño y el Doctor Luis Ernesto Gamboa, Presidente de la Cámara de Comercio del Amazonas, con el fin de priorizar los proyectos viales que serán avalados para la capital del Amazonas.

 

Durante la reunión, se respaldó por parte del Ministerio de Transporte la priorización de los dos proyectos viales que presentó la Fuerza Aérea Colombiana en reunión sostenida con la Señora Ministra de Transporte Cecilia Álvarez Correa y el Señor Alcalde de Leticia José Ignacio Lozano Guzmán, en su visita a la ciudad de Leticia el pasado mes de marzo, que buscan la construcción del anillo vial que generará nuevos accesos beneficiando a los habitantes de los barrios ubicados en la vía de los kilómetros, San Miguel y Barrio Nuevo, así como, la pavimentación de la vía que comunica a la Universidad Nacional, la sección caniles de la Policía Nacional, el Batallón de Entrenamiento del Ejército Nacional, Terpel y la Base Aérea con el Municipio de Leticia, que a su vez se constituye en la vía de acceso al puente aéreo que establece la Fuerza Aérea Colombiana entre los corregimientos, la capital del Amazonas y la ciudad de Bogotá, movilizando cada año más de 4.000 personas y 300.000 kilos de carga en beneficio del Departamento.

 

La Fuerza Aérea Colombiana continuará liderando estos proyectos que representan un significativo beneficio social buscando generar sinergias institucionales que promuevan el desarrollo y progreso de la comunidad amazonense.

 

Departamento de Acción Integral

Grupo Aéreo del Amazonas

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Classificados - Vendo (01) moto Honda Rebel em bom estado

Marca: HONDA

Modelo: REBEL

Ano: 1986

Cor: AZUL

Valor: R$5.000,00 (Cinco mil reais)

Motivo da venda: viagem

A 1ª moto REBEL lançada no planeta/1986 - Americana

Moto de colecionador

O modelo super esporte dessa moto, foi a que mais ganhou prêmios no quesito designer.

Fone para contato: (xxx97) 91430829

          

sexta-feira, 25 de abril de 2014

I OLIMPIADAS ACADÉMICAS "AMAZONAS" En la Universidad Nacional de Colombia Sede Amazonia

Por Harrison Calderon Valencia

Comunicador social periodista

 

Hoy viernes, 25 de abril, se realiza en la UN - Sede Amazonia, Leticia, Amazonas, Colômbia, las primeras Olimpiadas Académicas "Amazonas".

 

Este evento comenzo a las 9:00 am el cual conta con la participación de 15 grupos conformados en parejas, los cuales pondrán en conocimiento toda la información referente a nuestra amazonia.

quinta-feira, 10 de abril de 2014

MPF e MPE versus Prefeitura Municipal de Tabatinga


Foto: Rua Manoel Tananta/Bairro Santa Rosa

Tabatinga (AM) - O MPF – Ministério Público Federal e o MPE – Ministério Público Estadual, no dia 07/04/2014, segunda-feira, abriram o Inquérito  Civil MPF-PRM-TBT nº 1.13.001.000123/2013-50 com a Recomendação Conjunta MPF/MPE Nº 001/2014, expedida à Prefeitura Municipal de Tabatinga, cuja síntese é providências para melhoria das vias de acesso à Casa de Apoio à Saúde do Índio – CASAI de Tabatinga – ligada ao DSEI Vale do Javari (Estrada do INCRA) e ao DSEI Alto Solimões, Delegacia de Polícia Civil, Batalhão da Polícia Militar e Presídio (Rua Manoel Tananta), para que adote medidas imediatas  para a melhoria urgente da situação das vias tomando providências para que sejam tapados os buracos, sejam passadas máquinas motoniveladoras ("patrol") em toda a extensão das vias para nivelar o piso, sejam desobstruídas as valas para escoamento das águas que estão entupidas e criadas outras em locais em que não existam mas sejam necessárias, com manutenção dos trabalhos que garantam boas condições de trafegabilidade das vias até que se ultimem as obras de recuperação e asfaltamento das mesmas.

Fonte: http://www.blogxoblogdosblogs.blogspot.com.br/2014/04/mpf-e-mpe-versus-prefeitura-municipal.html

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Roberto Siqueira, presidente da Kairos participa de inauguração de Centro de Reabilitação

Por: SBL

Fotos: Divulgação

 

No último 28/03, foi inaugurado o Centro de Reabilitação de Dependentes Químicos Ismael Aziz, localizado no Km 57 – Manaus – Itacoatiara.

 

Estiveram presentes para inauguração o governador do AM, Omar Aziz; o vice-governador, José Melo; o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, Dep. Estadual Josué Neto; o prefeito de Manaus, Arthur Neto; o Presidente da Kairos Construtora, Roberto Siqueira; Jornalista e Assessor de Imprensa do Dep. Federal Pauderney Avelino, Marcelo Guerra; autoridades e comunidade local.

Conheça a Amazônia

Loading...